Se você está terminando o ensino médio ou já terminou e quer entrar em uma universidade, o que mais você deve ter ouvido por aí é o quanto a redação do Enem é importante e como ela pode definir a sua entrada no ensino superior. Vamos então falar um pouco sobre ela e, claro, dar algumas dicas para esse momento tão importante.

CONHEÇA OS CURSOS DE NOSSO INSTITUTO

FAÇA NOSSA MENTORIA INDIVIDUALIZADA

Redação avalia sua organização mental

O primeiro ponto a entender é que a redação se tornou o que é hoje para o Enem e para os vestibulares, pois ela avalia sua organização mental. Isso mesmo! Diferente do que muita gente acha, o foco dela não é saber se a sua gramática de língua portuguesa é boa, mas sim se você consegue organizar seu pensamento para, assim como na fala, você dizer o que pensa de maneira coerente e com argumentos.

No Enem, essa organização equivale, de fato, a 80% da nota (basicamente, são 4 de 5 competências que irão verificar essa articulação). É claro, também, que a gramática ajuda muito nessa organização, afinal, se você sabe que o conectivo “mas” indica ideia contrária, você estabelece uma relação de ideias opostas. Do mesmo modo, se você sabe que uma oração subordinada auxilia na emissão do ponto de vista, você passa a utilizá-la com mais inteligibilidade no texto.

CONHEÇA OS CURSOS DE NOSSO INSTITUTO

FAÇA NOSSA MENTORIA INDIVIDUALIZADA

3 Dicas de redação

1 – Analise o tema: Parece óbvio e bobo, mas muitas pessoas não fazem isso. Por exemplo, no Enem de 2018 trouxe como tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na Internet”. Veja que o termo “manipulação do comportamento” é ocasionado pelo “controle de dados” e o termo “usuário” e “na internet” são complementares, embora importantes. Nesse caso, o que a redação precisa conter não é apenas os problemas desse usuário na internet, mas sim como seu comportamento pode ser modificado quando se domina os dados/informações sobre ele. Percebem a diferença?

2 – Organize seu pensamento: Sem dúvida, a primeira dica é organizar seu pensamento. Sabe como isso é feito? Simples, esquematize o que você quer dizer. Enumere as ideias conforme o número de parágrafos e coloquei ali, de maneira ainda solta e sem coerência, aquilo que você acha importante estar no seu texto. Depois, releia e vá eliminando os excessos e fazendo um link das relações de informações que você colocou ali.

3 – Utilize termos que estão na prova: Isso mesmo! Não é para copiar partes da prova ou dos textos motivadores, mas sim para ler com atenção e selecionar palavras-chave (ou tagseu falo sobre isso no meu Instagram) e elementos gramaticais diversificados (palavras de coesão, por exemplo).

Bônus!

Não deixe de fazer relação com os conteúdos que você acha relevantes para o tema. Um bom exemplo é a redação do Enem de 2019, quando o tema foi sobre “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Falar do processo de urbanização que ocorreu nos grandes centros urbanos, sem dúvida, é uma boa articulação para entender as razões de não se ter salas de cinema no interior. Se isso não fez sentido, sugiro que foque ainda mais em seus estudos.

Instituto Dering Educacional

Para você que quer aprender mais sobre a redação do Enem e se sair bem no Enem 2023, convido você a fazer o nosso curso e aprender comigo e com a Profa. Dra. Pauliany Martins. Para quem ainda não nos conhece, por anos, além de lecionar a disciplina de Redação em escola, cursinho e de modo particular, também estudamos, pesquisamos e fomos corretores do Exame Nacional do Ensino Médio.

CONHEÇA OS CURSOS DE NOSSO INSTITUTO

Além do curso de redação para o Enem, se você achar que precisa de uma preparação ainda mais focada, convido vocês a fazer as mentorias individualizadas, momento em que focamos especificamente no seu desempenho.

AutorProf. Dr. Renato Dering
Data da publicação: 12 de setembro de 2023.

Notícias